Os Melhores


Conteúdo popular

Mostrando o conteúdo mais gostado desde 05-02-2018 in todas as áreas

  1. 2 pontos
    Retrofit Toyota Etios 1.5 XS - Projetor MH1 2.5" 8.0 + Shrould Apollo 2.0 com Angel CREE - Kit Xenon Pheshion 45w + CnLight 4300k
  2. 2 pontos
    Antes de tudo, gostaria de deixar claro que não sou um engenheiro, mecânico ou algo do tipo. Não possuo formação nessa área, mas pelas experiências que tive ao longo dessa vida de retrofit, consegui aprender algumas coisas que julgo serem corretas e que serão de grande valor para os leigos no assunto. Fiquem a vontade para opinar e perguntar. Responderei dentro do que sei. E caso achem algo errado no que falei ou terem alguma informação nova, por favor falem, pois não sou o dono da verdade. Muita gente já deve estar se enrolando no título do tópico, sem saber o que é “Aftermarke” e “OEM”. Vamos lá: Aftermarket: Falando de forma simples, é o kit xenon de reposição que as pessoas instalam em seus carros que não tem xenon de fábrica, ou em farois auxiliares originalmente halógenos. Não são considerados originais de fábrica, e muitas vezes sua qualidade é inferior. É o conhecido kit xenon que você encontra na internet pra por no seu farol de neblina ou os que vendem em equipadoras, onde o principal ponto de origem do kit é a China, pais que faz de tudo (e também copia de tudo). Mas vamos falar bem da China daqui a pouco. OEM: É o xenon que vem de fábrica no carro. Totalmente dentro dos padrões. Essa expressão não se refere apenas ao xenon, mas a qualquer peça automotiva que seja “original”. Vamos deixar bem claro que não é a montadora do carro que fabrica as lâmpadas, reatores e muito menos os faróis. Como o nome “montadora” diz, ela monta o carro, mas já chega tudo pronto de outras empresas pra ela montar. Como hoje, conheço as diferenças, me causa certa “agonia” quando, por exemplo, vejo um vídeo mostrando detalhadamente um farol de xenon de uma BMW e nos comentários vejo algo do tipo: “é possível instalar esse kit xenon da BMW no meu Corsinha?”. Não, não dá. Pelo menos não diretamente. Talvez com uma gambiarra horrorosa, coisa que nem vou considerar. Mas tudo bem, é apenas um leigo no assunto. FUNCIONAMENTO Vamos deixar claro novamente, que no xenon de fabrica, assim como no aftermarket, o principio de seu funcionamento é igual. Ambos possuem uma lâmpada de descarga a gás, alimentadas por um reator elétrico de alta voltagem. Sendo que o de fábrica SEMPRE teve seu limite de potencia em 35w (Atualmente já tem carros com xenon com potencia de 25w, mas com desempenho igualmente fantástico). É comum encontrar kits aftermarket com 45w, 55w, 70w, 100w, ou mais. Digo e repito que não compensa ultrapassar os 55w, tornando-se até perigoso. Nenhuma lâmpada de xenon foi feita pra trabalhar NORMALMENTE acima de 35w. Com 35w você tira proveito do melhor que o xenon oferece: Menor consumo, até 3x mais luz e maior durabilidade. O próprio kit de 55w, apesar de funcionar bem, já reduz a vida útil da lâmpada em quase metade, além de esquentar muito mais. Dizem que xenon é uma luz fria. Sim é mais fria que a halogena, mas é quente pra CARALHO também. Não toquem na lâmpada acesa =) SOQUETES DE LAMPADA Muitos leigos podem não saber muito sobre xenon, mas pelo menos conhecem os tipos de soquetes de lâmpadas (h1, h3, h4, h11, h16, hb3, hb4, h8, etc). Eles buscam kits xenon aftermarket sempre com esses soquetes, por que seus carros não tem o xenon original de fabrica. Esses soquetes são de lâmpadas halogenas. O mercado aftermarket apenas conseguiu reproduzir o xenon nesses mesmos soquetes para facilitar a instalação em qualquer carro. Por isso é muito fácil se ter xenon hoje em dia, seja de boa ou de má qualidade. A qualidade do kit não será abordada nesse tópico. Quando o xenon OEM foi introduzido pela primeira vez no mercado na década de 90, foi-se criado uma nova categoria de soquetes, que nada tem a ver com os que listei acima. Acredito que os primeiros xenons de fabrica eram fabricados no soquete D2S ou D2R. Esse soquete é o mais utilizado nos retrofits que não optam por utilizar lâmpada h1. Usando D2S, torna-se possível fazer um retrofit com xenon original. Lista de soquetes de xenon original que conheço: D1S/D1R, D2S/D2R, D3S/D3R, D4S/D4R, D5S/D5R, DLS/D8S (acredito que existem outros, mas os mais comuns são esses). Lampada D1S Lampada D2S Lampada D3S Lampada D4S Lampada D5S CURIOSIDADES SOBRE AS LAMPADAS OEM - A lâmpada OEM consiste apenas nela mesma. Não saem 2 fios dela como nas lâmpadas aftermarket. Ela é sem fio. Por curiosidade, esses 2 fios são chamados de encaixes AMP. São iguais em todos os kits xenon aftermarket. - Cada lâmpada tem o seu tipo de reator próprio para ela. Por exemplo: A lâmpada d1s so funciona diretamente no reator feito para d1s, lâmpada d2s so funciona no reator feito para d2s, etc. Como elas não tem cabos, o cabo para alimentar vem do próprio reator, e este deve ser de mesmo encaixe de sua respectiva lâmpada. - A lâmpada d1s tem as mesmas características da lâmpada d2s, com exceção do soquete. Entao é possível fazer uma lâmpada d1s funcionar no reator d2s caso possua um adaptador para isso. Geralmente esses reatores especificam na própria carcaça que ele aceita lâmpada d1s/d1r e d2s/d2r, pois ambas as lâmpadas são de 35w e trabalham a 85v. O mesmo ocorre para lâmpadas d3s/d3r e d4s/d4r. Elas tem soquetes diferentes, mas tem as mesma características de funcionamento. Essas lâmpadas também são 35w mas trabalham numa voltagem de 42v. É o chamado xenon ecológico. Estas lampadas ecologicas não possuem mercúrio em sua composiçao, e podem ser descartadas normalmente no lixo. As de 85v ainda contem mercúrio e não podem ser descartadas de qualquer maneira. - As lâmpadas d2s e d2r são idênticas e possuem as mesma características de funcionamento, mas a d2r possui a mais uma pequena pintura na lente, para bloquear parte da passagem de luz, já que essas lâmpada são feitas pra farol refletor (SIM, EXISTE XENON OEM EM FAROL REFLETOR, MAS É UM REFLETOR ESPECIAL, DO QUAL FALAREI EM BREVE). Também há uma pequena diferença no soquete, que é apenas a disposição dos furinhos de encaixe (exemplificarei numa foto a seguir). É bastante simples diferenciar: as lâmpadas que possuem “R” no final, são feitas para refletor e possuem a pintura na lente (d1r, d2r, d3r...) e as que terminam com “S” são para projetor (d1s, d2s, d3s...). Essa é a unica diferença, mas esses furos menores acredito que servem so como uma referencia, pois o guia é o maior buraco e é ele que fixa no projetor para evitar que a lampada se mova. Isso nao impede de voce por uma lampada D2R em um projetor D2S, por exemplo. Mas isso nao faria sentido, pois o projetor iluminaria menos em funçao do revesimento no vidro da D2R. Esse mesmo principio se aplica às lampadas OEM com outros soquetes. Usei D2s/D2r so como exemplo. - Philips, Osram, Koito, Harison (Toshiba) e General Eletric são as marcas que conheço que fabricam lâmpadas OEM. - Toyota Corolla Seg/Altis (modelos anteriores) vinham com xenon OEM em farol refletor e utilizavam lâmpadas D4R (35w, 42v). É um refletor um pouco diferente dos halogenos normais. Não ofusca e tem uma linha de corte como um farol halógeno. Para quem vê de longe é como se fosse uma super branca bem forte no farol. Alguns Subaru Forester também tem xenon no refletor, mas utilizam d2r (35w, 85v). Algumas Mercedes antigas também utilizavam d2r. O Honda Accord também teve um ano que utilizou xenon em refletor. Com certeza há mais carros com refletor e xenon, mas os que sei de cabeça são esses. É bem fácil identificar, pois mesmo sem projetor, vocês verão as tampinhas dos lavadores de farol logo abaixo do farol desses carros. Farol do Corolla SEG com xenon OEM e lampadas Philips D4R 35w 42v - A Toyota atualmente esta equipando seus carros caros com faróis de Led, mas os que ainda utilizam ou utilizavam xenon, utilizavam d4s/d4r em toda sua linha. Ou seja, seguem a linha das lâmpadas mais eficientes e econômicas, assim como Volkswagem (menos o Fusca) e Audi utilizam d3s em toda sua linha equipada com xenon. A Jeep está utilizando lâmpadas d5s de 25w nos Renegade e Compass. Esses 2 carros da Jeep chegam a dispensar o uso do lavador de farol. Teoricamente, o de 25w iluminaria um pouco menos que os de 35w (coisa que ate ocorre, mas so se percebe com uso de equipamento de medição), mas na pratica, a iluminação é igualmente excelente. Com certeza essas lâmpadas de 25w serão um tendência, pois consumirão ainda menos e terão um tempo de vida útil ainda maior. Outro exemplo é o Volkswagen Fusca TSI, que possui farol de xenon DLS (25w) , leds diurnos e não possui lavador de farol. No fusca é facil notar que a intensidade da saída de luz é de fato menor que nos carros com xenon padrão 35w. Antes eu tinha essa dúvida sobre o xenon do fusca, pois sempre achei ele "fraco", e a resposta é essa: 25w. Acredito que esse tipo de xenon vai virar tendencia. O lançamento mais recente com essa lâmpada é a Ecosport Titanium 2018. Acredito ser 25w pelo fato de a mesma não possuir lavadores. REATORES OEM X REATORES AFTERMARKET Sabemos que o xenon não é uma luz que acende instantaneamente como os leds ou ate mesmo as halogenas. Ele precisa esquentar para atingir sua faixa adequada de funcionamento. Mas o tempo desse acendimento está diretamente relacionado à qualidade do reator. Voces já devem ter visto que os carros com xenon OEM têm um acendimento bem rápido (coisa de no máximo 5 segundos). As pessoas que geralmente usam kits de menor qualidade (esses de internet que custam por volta de 100-120 reais) se deparam com um acendimento que pode ser superior a 15 segundos, uma eternidade. Se deve a qualidade do reator, nada mais. Esses reatores vêm da China e são feitos sem nenhum controle de qualidade. O importante pra eles é a quantidade, pois devem fabricar uns 20 desses em 1 minuto. Ou seja, não tem como estimar um tempo de vida para eles. É uma questão de sorte mesmo. Além da expectativa de vida duvidosa , esses reatores costumam dar flicker (flicker é quando a luz do xenon parece tremer ou piscar um pouco), não dão a cor correta da lampada (uma lâmpada 4300k num reator desse pode ficar com aspecto de 6000k ou ate 8000k), não são devidamente isolados* e demoram uma vida pra acender totalmente. Esses sinais indicam que o reator é de baixíssima qualidade, mas infelizmente são os mais usados, devido ao baixo preço e a facilidade de adquirir. *O que eu quis dizer com “isolados” é o seguinte: Alguns desses reatores tem sua carcaça feita de plástico. O ideal é que seja uma carcaça sólida, feita de metal. Voces já devem ter se deparado com historias de kits xenon causando “bugs” no carro, como ativar o limpador de parabrisa sozinho, causar interferência no sinal de radio, alterar algo na central multimídia, etc. São sempre problemas elétricos. O que causa isso é a falta de isolamento do reator. Por que ao serem ativados, esses reatores liberam um campo magnético monstro (uma voltagem altíssima, cerca de 23mil volts), que pode facilmente interferir na eletrônica do carro. Reatores bem isolados não causam esse tipo de bug. Mas não quer dizer que sejam apenas os de plástico que fazem isso. Há reatores ruins com carcaça de metal que também fazem isso. Reatores OEM são devidamente isolados, dão a cor correta, não dão flicker, acendem rapidamente e duram muitos anos. Mas existem reatores aftermarket que também são tão bons quantos. Eu vou exemplificá-los em breve. A maioria dos OEM modernos tem uma desvantagem frente aos aftermarket: a falta de impermeabilidade. Qualquer aguinha que levarem podem queimar. Pois esses reatores foram feitos pra ficarem protegidos na carcaça do farol, longe da água. Entao não foi necessário investir em impermeabilidade. PRINCIPAIS REATORES OEM Hella: A Hella é uma fabricante alemã de peças automotivas, especialmente faróis. Também fabrica reatores OEM. Reatores de excelente qualidade. Para retrofit, eu indico o Hella Gen 3 (3ª geração). Ele é d2s/d2r, mas é extremamente resistente e robusto, inclusive impermeável. Eu utilizo esse reator em meu retrofit OEM, junto com lâmpadas Osram Xenarc. É um reator bem grandinho e pesado, difícil de esconder ele na lataria. Mas possui um acendimento rápido (cerca de 5 segundos) e bastante forte. Foi um reator muito utilizado na Mercedes, Audi e BMW até 2008. Hoje já existem versões mais atuais, porem mais complexas de adaptar no seu retrofit. Pra mim o Hella Gen 3 é o melhor reator para retrofit OEM. O meu por exemplo, era de um Audi A3 2006. É um reator com mais de 10 anos de vida e está firme e forte. Com certeza vai durar muitos anos ainda. Os hella atuais equipam alguns carros da Hyundai, Kia, Mercedes, Porsche, etc. Reator Hella Gen3 35w Reator Hella mais moderno Valeo: Marca francesa, que assim como a Hella, fabrica peças automotivas e especialmente faróis. Tem um acendimento um pouco mais rápido que o Hella pelos vídeos que vi. Nunca testei pessoalmente, mas é um reator OEM utilizado em diversos carros. Citroen C4, C5, DS4, DS5, Peugeot 408, 508, RCZ e carros da Volvo. Reator Valeo Koito/Denso: Koito e Denso são a mesma coisa, acredito eu. No reator pode vir escrito Denso ou Koito, mas são fisicamente iguais. São japoneses e na minha opinião, são os OEM com acendimento mais rápido de todos. Creio que em 3 segundos já estão totalmente prontos. Porem não tem nenhuma impermeabilidade, então é preciso cuidado ao instalá-los. Precisam ser muito bem protegidos da água. São utilizados na Toyota em versao D4S/D4R e algumas Land Rover mais antigas na versao D2S/D2R como mostrado na foto. Reator Koito/Denso D2S/DSR 35w Mitsubishi Eletric: Reator japonês com desempenho parecido com o Denso. Porem tem uma impermeabilidade melhor. São utilizados nos carros da Mitsubishi nas versoes D2S/D2R da foto e alguns Audi (D3S/D3R/D4S/D4R),Volkswagen (D3S/D3R/D4S/D4R) e BMW (D1S/D1R). Já vi um vídeo onde a Morimoto considerava esse o melhor OEM da atualidade. Mas em termos técnicos não sei dizer. Reator Mitsubishi Eletric D2S/D2R 35w Matsushita Eletric Works: Também conhecido por Panasonic Eletric Works é um Japonês que quem vê não dá nada por ele, é redondinho, pequeno e fofo. Mas tem desempenho de gente grande. Também não possui uma impermeabilidade muito boa. É utilizado pela Subaru (D2S/D2R) e alguns carros da Nissan equipados com xenon. Reator Matsushita D2S/D2R 35w Osram Xenaelectron: Reator recente que passou a ser feito pela Osram. A um tempo atrás nem sabia que existia. O que sei é que é D3S/D4S e equipa o Ford Focus Titanium Plus e Range Rover Evoque. Reator Osram Xenaelectron D3S/D3R/D4S/D4R 35w 42v AL Bosch: Um OEM que não sei muito sobre, mas equipa vários carros de luxo também. Carros da Maserati usam esse reator. Reator AL Bosch PRINCIPAIS REATORES AFTERMARKET Vou exemplificar os melhores aftermarket que conheço. Muita gente considera a Morimoto. Vou por na lista, mas o custo x beneficio considero baixo. Mas se você tiver grana, pode ir em frente. Mas tem 2 que vou citar que não devem nada a morimoto e são mais baratos. DLT Fast Bright: Tem versões de 35w, 55w e 70w, chamados de F3, F5 e F7 respectivamente. Podem ser com ou sem canbus. Recentemente descobrimos que estão fabricando uma versão com 45w de potencia. São os mais rápidos em acendimento dos aftermarket e dão a cor correta da lâmpada. Segundo Frances, o de 55w é mais rápido que os OEM. Já utilizei o de 35w e sei do que estou falando. Com um desses, não quero nem saber de reator da morimoto. Só notei uma desvantagem: Ele causava uma pequena interferência em algumas estações de rádio (não todas) se eu estivesse na estrada, longe das capitais. É so um pouco de chiado a mais. Nada grave. Ele tem esse pequeno defeito de isolamento, pelo menos no meu carro. Pode ser que com outros não aconteça nada. Mas não deixa de ser excelente. Outra desvantagem é só ser achado com um preço acessível no aliexpress. Tem que ter paciência pra esperar chegar. Hyluxtek ou Hylux: Grande reator. Pra mim so não é o melhor por que o acendimento dele é lento. Entre 8 e 10 segundos. Mas parece ter um isolamento melhor que o DLT e na minha opinião chega a ser um pouco mais forte em iluminação. Há vídeos de comparação entre ele e o DLT no youtube. Tirem suas conclusões. Porém há versões dele com acendimento rápido, mas nunca vi ao vivo se é melhor que o DLT. Diferente do DLT, pode ser comprado no Mercado Livre com um investimento de pouco mais de 300 reais no par. Muito bem gastos por sinal. Tambem não deve nada a morimoto. Ate a morimoto vende hyluxtek no site dela. K2on ou K2: Estou botando a K2on nessa lista meio forçadamente. A uns 2 anos era uma marca de xenon consagrada no Brasil. O kit tem preço meio salgado no mercado livre. O kit em si é bom (enquanto não queimar). Na minha opinião, comprar k2 hoje é um tiro no escuro. Tem dado muito defeito ultimamente. Voce fica dependendo da garantia se queimar. Outro fato curioso é que a lâmpada da K2 é na realidade Cnlight (fabricante chinesa de lâmpadas). Entao se você comprar lâmpada da cnlight, da no mesmo. Ainda sai mais barato. Morimoto: Marca americana consagrada. Faz muito sucesso nos EUA, por isso consideram a melhor de todos os aftermarket. Nunca testei os kits deles ao vivo, ate por que nunca tive (muito caro). Mas pelos vídeos, não vejo nada que DLT e Hyluxtek não façam. O acendimento mesmo é muito mais lento que o DLT. Entrem no WWW.theretrofitsource.com e vejam tudo que eles vendem. Só tem coisa boa, mas prepare-se pra gastar. Pheshion: Reatores de 45w com ótima velocidade de acendimento e uma ótima escolha pra quem deseja mais luz mas ainda tem medo de usar 55w. Assim como as lampadas dessa marca sao da Yeaky, também acredito que os reatores são feitos por ela. Com certeza há outros bons kits, mas esses são os que já pude ver em funcionamento. Entao so cito eles por enquanto. PRINCIPAIS LAMPADAS OEM Philips: Criadora do xenon para carros. É holandesa. 85122: Lampada padrão d2s 4300k. Standard de fábrica. 85141: Lampada padrão d1s 4300k. Standard de fábrica (também conhecida por Xenstart). 85126: Lampada padrão d3s 4300k. Standard de fábrica. 42406: Lampada padrão d4s 4300k. Standard de fábrica (também conhecida por Xeneco). Com terminação XV (X-treme vision): Se a lampada tiver um desses números acima + um XV no final, significa que é a versao com 4800k que promete mais luz. EX.: 85122XV (lâmpada D2S) Com terminação WX: Lampada de 6000k para carros com xenon de fabrica. Osram: Concorrente alemã da Philips, também com excelente lâmpadas: 66240 xenarc: Lampada padrão d2s 4200k. Standard de fábrica. 66140 xenarc: Lampada padrão d1s 4200k. Standard de fábrica. 66340 xenarc: Lampada padrão d3s 4200k. Standard de fábrica. 66440 xenarc: Lampada padrão d4s 4200k. Standard de fábrica. Com terminação Xenarc Nightbreaker: Lampada de alto desempenho com 4200k, provavelmente é a lâmpada xenon OEM com a melhor iluminação de todas. Com terminação CBI (Cool Blue Intense): Lampada de 5500k que promete 20% mais luz do que as Standard e rivaliza com a Philips X-treme Vision. Hoje essa lampada passou a ser 6000K, mas com as mesmas especificações técnicas da anterior. Com terminação CBH (Cool Blue Hyper): Lampada de 6000k para carros com xenon de fábrica. Recente lançamento da Osram. Koito: Não sei as definições de cada soquete dela. Sei que é japonesa e possui 4200k. Equipava alguns carros da Mitsubishi por aqui ate 2011. Já utilizei essa lâmpada em meu retrofit. Muito boa. General Eletric Xensation: Não tenho informações a respeito. Mas sei que é bem amarelada. Quase uma halogena. PRINCIPAIS LAMPADAS AFTERMARKET Yeaky: Na minha opinião, as melhores em custo x beneficio pra quem é um pouco mais exigente e nao quer usar Cnlight, mas também não pretende usar OEM. São chinesas, por incrível que pareça. Podem ser encontradas em todos os soquetes e nas tonalidades 4500k, 5500k e 6500k. Já forneceu para a Morimoto a certo tempo atras. E são tão boas quanto as OEM. Porem só facilmente encontradas no aliexpress. No Mercado Livre geralmente são encontradas pelo dobro do preço real. Cnlight: Chinesa (de novo), maior fabricante de xenon do mundo. Lampadas de boa qualidade também, feitas com material importado, assim como as Yeaky. Dispnivel em todos os soquetes e de cores que variam de 3000k a 12000k. São mais acessíveis que as Yeaky, encontradas no Mercado Livre a preços bons. É a melhor escolha visando o custo x beneficio em um kit bacana. K2: Voce paga mais caro numa lâmpada so pelo nome k2, mas ela é Cnlight Ball na verdade. Morimoto: Já teve como fornecedora a Yeaky, e é bastante facil confundir uma com a outra se acender lado a lado. Não sei dizer a verdadeira origem dessas lampadas atualmente, mas sabe-se que também são feitas na China. A qualidade é excelente. Muito comparável a uma lampada OEM. Eu acreditava até pouco tempo atrás que ainda eram as mesmas lampadas da Yeaky, mas testes entre as lampadas 5500K das duas marcas mostraram uma disparidade notável em favor da Morimoto, além do fato dela ser mais branca que a própria Yeaky. Mas testei pessoalmente as 4500k de ambas as marcas e posso afirmar que a diferença é bem pequena. A Morimoto ganha por pouquissima coisa a olho nu. O que joga contra é o preço um pouco elevado, mas vale cada centavo! Taichang: Chinesa, segunda maior fabricante do mundo, já fez parceria com a Philips. Mas nunca consegui achar pra vender. Philips: Sim, a Philips também faz kits aftermarket. Mas com certeza suas lampadas sao de procedencia chinesa. So se acha importando. Pararam de importar para o Brasil, quando o xenon foi proibido por aqui. Curiosamente o kit da Philips não possuía encaixes AMP, e sim um padrão próprio criado por eles, chamados de KET. Era necessário um adaptador KET p/ AMP para plugar as lâmpadas em reatores de outras marcas. Osram: Mesma historia da Philips. NHK: Fabricante de procedencia de projetores e lampadas. Testes recentes indicam que essas lampadas podem ser mais fortes que as próprias Morimoto. Prometem ser nossa referencia em aftermarket num futuro próximo. Mas não estão disponiveis a venda no Brasil ainda. Mas para dizer se são as melhores de verdade, só a longo prazo mesmo. Pheshion: Lampadas Yeaky com acabamento diferenciado (mais chamativo apenas). Acompanham o kit Pheshion 45w. Mas seguramente são as mesma lampadas comuns da Yeaky. Todas essas lâmpadas, assim como as OEM, possuem proteção UV, que evita amarelamento das lentes do farol. Esse é um dos grandes problemas das lâmpadas sem procedência. RESUMO DA ÓPERA: XENON AFTERMARKET NÃO É A MESMA COISA QUE XENON OEM. XENON NÃO É TUDO IGUAL!
  3. 2 pontos
    GM Camaro SS 2013 - Projetor DLand 3" + Shrould BMW com Angel CREE + Demon Eyes - Kit Xenon Pheshion 45w + CnLight 4300k
  4. 2 pontos
    Ford Focus MK3.5 - Bloco com Projetor Koito Q5 3ª geração - Kit Xenon Hylux Canbus + Yeaky 4500k - Moldura Farol Neblina com DRL e função pisca
  5. 2 pontos
    Gostaria de compartilhar minha experiência que tive e tenho com esses ótimos reatores originais de fábrica do Corolla Seg/ Altis 2009/ 2014. Acendimento dele é quase que instantâneo 2 a 3s para chegar a cor real. Saída dele é 45V metade dos D2S que seria de 85V, por isso ele é mais eficiente. Problema é achar as lâmpadas D4 para ele, por não usar mercúrio, as vezes se usar uma de qualidade inferior, não irá dar a cor de temperaturas correta.
  6. 2 pontos
    Pessaol, Farei um pequeno texto explicativo do que é e como se faz um retrofit. Perdoem se alguma coisa ficou ininteligível por erro de digitação ou de construção de frases. A matéria ainda está em construção, devendo ser acrescentados fotos, vídeos e links externos. O que é Retrofit? Segundo Wikipedia: “Retrofit é um termo utilizado principalmente em engenharia para designar o processo de modernização de algum equipamento já considerado ultrapassado ou fora de norma.” No caso de automóveis, mais especificamente em faróis, significa trocar lâmpadas halógenas originais por par de projetores normalmente por lâmpadas xenon. Alguns carros até saem de fábrica com projetores, mas pecam por alguns aspectos: 1) Usam lâmpadas halógenas; 2) Projetores de má qualidade; 3) Normalmente de foco único, isto é, tem somente a “luz baixa”. Alguns exemplos: Astra da GM e Palio da FIAT. Existem bons projetores no mercado como Q5 – cópia da Koito Q5, que equipam alguns carros mais modernos já de fábrica – que com certeza, melhorará bastante a qualidade de iluminação. https://www.youtube.com/watch?v=Ka7BkUCg6ZU Mas por que usar projetores? Não bastaria só trocar as lâmpadas halógenas por um kit xenon? Não, não é bem assim, pois apesar de melhorar consideravelmente e iluminação, passa a ofuscar quem vem em sentido contrário na mesma proporção, porque a parábola de um farol halógeno não foi projetada para uso de xenon. Já um projetor dispõe de escudo, que delimita a altura do facho de luz baixa evitando que se ofusque motoristas tanto pela frente como por trás (acredito que muitos já passaram por essa situação). E um projetor já é bi-xenon pela própria construção, mesmo usando uma única lâmpada. Como é feito isso? Lembra-se do escudo que falei antes? Esse escudo é removido (baixado) por acionamento de um motor/solenoide passando à luz alta. Outra vantagem de se usar projetor é o aumento de largura horizontal do facho de iluminação, possibilitando melhor visualização de detalhes como placas de aviso, pedestres, meio-fio, calçada, etc. ATENÇÃO! Oficialmente é proibido o uso de lâmpadas xenon e veículos automotores no Brasil. Sendo assim, esse post tem apenas intuito informativo, e portanto, nem o Fórum Retrofit Brasil, muito menos o autor é responsável caso alguém seja barrado/multado/veículo recolhido em decorrência desse artigo. FAÇAM POR SUA CONTA E RISCO!!! Já o uso de LED é (ainda) liberado, mas pelo andar da carruagem deve ser logo logo proibido. Isso acontece em decorrência de abuso dos usuários (como aconteceu com xenon no passado) ao simplesmente colocar lâmpadas LED em faróis projetados para se usar halogenas, passando a ofuscar todos que vem em sentido contrário (e até dos que vão à frente). Quais cuidados devo tomar? Primeira coisa a considerar é se a lente do farol é lisa ou não. Sendo lisa, a instalação é relativamente simples, bastando remover a lente e colocar o projetor pela frente do farol. Já uma lente listrada (como nos faróis de carros mais antigos), ou se arranja uma lente lisa, ou não a tendo encontrado, terá de polir a lente, ao menos onde apontar a lente do projetor. Segundo cuidado é qual dos seguintes encaixes de lâmpada usa o carro: H1, H4 ou H7 (ou outros, esses tres são os mais comuns)? Isso porque é mais fácil a colocação de projetores nesses padrões. Não que seja impossível em outros modelos, mas seria bem mais trabalhoso, havendo inclusive a necessidade de se “arrombar” a parte traseira do farol. Uma outra coisa a considerar é o tamanho físico do farol, principalmente quanto à profundidade para que o projetor não fique batendo na lente. Na maioria dos casos se usa projetores de 2,5”, mas há casos em que só cabe um de 2”, bem como faróis maiores que aceitam o de 3” (inclusive ficaria até esteticamente feio um farol grande com projetor pequeno, que pode ser compensado com uso de Shroud de 3" + adaptador para 2,5"). Devemos escolher também pela questão estética, o acabamento (ou máscara) do projetor – chamado Shroud e traduzido como “mortalha” em muitos sites estrangeiros como no Ali Express - . Basicamente existem dois tamanhos: 2,5” e de 3”. Ainda existem modelos variados devendo ser escolhido de acordo com gosto de cada um, ou o que ficar melhor esteticamente no farol e no carro. Normalmente o acabamento já vem junto com projetores, mas não deixa muita opção. Por isso, deve-se comprar à parte se desejar algo específico. Definir a cor da lâmpada. A cor é indicada em °K (graus Kelvin, que muita gente pensa se tratar erroneamente de temperatura). Quanto menor o grau (3000°K) é amarela a cor, passando pela branca levemente amarelada (4300) , branca (6000), azul (em torno de 8000) chegando a até roxo, lilás, etc. O ideal é usar 3000°K para farol de neblina e de 4300 a 6000°K para farol normal. Particularmente prefiro 4300 para farol principal por não chamar tanto a atenção de fiscalização. Por que isso? Porque apesar de muitos usarem, o xenon é proibido oficialmente. Já as de LED não estão proibidas, o problema é encontrar uma que ilumine tanto quanto uma de xenon. Muita gente usa de 8000°K, ou mais por questão estética, mas a coloração ideal, inclusive na chuva, é em torno de 4300°K. Uma vez precisei de 6000 e não achei na minha cidade (só de 8000 para cima) à pronta entrega. Usar lâmpadas e (principalmente) reatores de boa marca. Pois isso influi bastante na qualidade de iluminação. Certamente você já deve ter visto lâmpada xenon com coloração meia esverdeada (existem lâmpadas com essa tonalidade também, mas aqui estamos falando de lâmpadas que deveriam iluminar, por exemplo, na cor branca) e isso é causado pela má qualidade do reator (aqueles kits xenon de menos de R$100,00). Obviamente a lâmpada também influi, pois as mais baratas não tem tratamento anti-UV estragando o refletor do projetor precocemente. Como e Onde comprar? Projetores - Como foi dito no início, o ideal é projetor Q5. Mas se não quiser gastar tanto, mas ainda com boa qualidade, tem os Mini H1 (é bom pesquisar um pouco antes de definir, porque existem de várias qualidades). Lâmpadas Xenon – Existem várias marcas, todas chinesas de boa qualidade, tais como: Cnlight, Yeaky, etc. Reatores Xenon – Os mais conceituados – pelo menos aqui no Retrifit Brasil – são da marca DLT (quando originais, pois já existem muitos falsificados) por um preço razoável. Já um pouco mais caro existem os Hylux. Os DLT além de bom preço, ainda é de partida rápida (um reator “comum” leva cerca de 15~30 segundos até estabilizar a cor). Tanto lâmpadas como reatores podem ser adquiridos no Mercado Livre, ou se não tiver pressa, comprar diretamente na China – no Ali Express que seria o “Mercado Livre” de lá -. Uma marca “brasileira” relativamente boa, mas que tem oscilado de qualidade ultimamente é a K2on (no Mercado Livre). Vendem lâmpadas e reatores separadamente ou em forma de kits. A vantagem é a facilidade em recorrer à garantia. Kit de chicote bi xenon – É aconselhável usar um chicote por dois motivos: 1) proteção, principalmente dos reatores e; 2) pelo custo – é fácil de ser encontrado no Mercado Livre por um preço razoável. Existem uns truques de se usar diodo, mas não se recomenda atualmente pelo custo/benefício de se usar um kit de chicote (vem o próprio chicote, fusível e relé, além de conectores tanto para lâmpadas, reatores e bateria). Montagem Depois de definir o que usar e tendo às mão é chegada a hora de montegem. É a parte prazerosa se você é um daqueles adeptos de DIY ou FVM (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo, literalmente). Existem algumas etapas que antecedem a montagem propriamente dita como retirar os faróis do carro; abrir os mesmos; eventual pintura; etc. Mas antes de tirar o farol, devemos fazer marcação do foco luminoso na parede, para servir de referência quando estiver ajustando a posição do projetor já montado no Farol. Para isso pode usar umas tiras de fita crepe ou isolante. Não mova mais o carro até que o serviço esteja concluído, pois perderia a referência por mais que recoloque o carro onde estava. Acho esse método mais prático, mas pode se fazer a mesma coisa com o farol fora de carro. Marca-se a posição do farol na mesa/bancada e o foco na parede. Veja esse vídeo do Frances explicando Como fazer Retrofit. Aqui não vou comentar da remoção de faróis, porque para cada carro existe uma particularidade de fixação. Só tomem o cuidado de marcarem na parede as linhas de corte de cada farol com algum tipo de fita. Isso é MUITO IMPORTANTE quando forem ajustar o foco do projetor já montado no farol. Abertura Creio que a parte mais desafiadora é a abertura do farol. Mas antes vamos falar de ferramentas e materiais necessários para a execução do serviço: - As peças a serem trocadas: como projetores, reatores, lâmpadas, etc; - Soprador térmico; - Alicate para remoção de grampo de forro das portas – será usado para separar lente do corpo de farol; - Alicate de bico fino; - Alicate de bomba d’água – para fechamento do farol; - Chaves de fenda de tamanhos variados; - Chave Philips (caso haja necessidade); - Cola – Butílica de preferência, mas pode se usar de outros tipo; - Par de luvas; - Pano para proteger o farol; - Pano para limpeza geral; - Caixa de papelão caso vá montar um “forno” para aquecer faróis; - Tinta em spray para alta temperatura (de preferência) caso deseje (fazer) máscara negra. Ideal ter também: - Grampos (sargento) para forçar a lente à carcaça enquanto a cola “cura”; - Aranha (elástico usado em motocicletas) para mesma finalidade; - Micro retífica (dremel) caso haja necessidade de algum ajuste por desbaste ou tiver que retrabalhar carcaça e/ou refletor; - Kit de ferramenta para abrir farol com cola Permaseal. Bom, como falei lá em cima, a parte mais desafiadora é a abertura do farol, principalmente se for daqueles que usa cola PermaSeal que é sólida (não é como a butílica que amolece ao ser aquecida). De qualquer forma (sendo butílica), é necessário aquecer a caraça do farol por trás junto à canaleta onde se encaixa a lente com soprador térmico (há quem use secador de cabelo, mas depende muito da potência – em torno de 1500~2000W -) por cerca de 15~20 minutos. Usar o soprador a mais ou menos 10cm de distância, mudando de lugar constantemente para não aquecer de mais num só ponto. Pode se usar também o soprador dentro de uma caixa de papelão para funcionar como estufa (o tempo é igual). Colocar uma chave de fenda na canaleta e a borda da lente. Acompanhar a canaleta sempre forçando com moderação para que a lente se separe da carcaça do farol. Para tal pode se usar o alicate de remoção de grampo de forro. Esse alicate, ao contrário dos comuns tem a "ponta que se abre" ao apertarmos os cabos facilitando o trabalho de abertura do farol. Remover o máximo de resto de cola depois de aberto o farol – tanto da canaleta como da lente -. Extras Caso queira fazer máscara negra ou algum outro tipo de alteração, essa é a hora. Montagem dos projetores Normalmente os encaixes dos projetores são plug and play (principalmente se a lâmpada original do farol for H4 ou H7). Mas há os que são necessários “arrombar” tanto a parábola (refletor) como a parte traseira do farol. Aqui vamos falar dos plug n play. A sua colocação é praticamente intuitiva. Alguns cuidados a serem tomados: 1 – Fazer um pequeno furo na parábola para passagem do fio do solenoide de luzes alta/baixa (desmontar o conector ao passar os fios); 2 – Colocar o disquinho de silicone de acordo com tipo de encaixe da lâmpada na parte traseira do projetor; e 3 – Usar a “chapinha” (adaptadores que aparecem na frente da foto do projetor) de acordo com o encaixe da lâmpada. Colocar a porca de fixação apertando o suficiente para que projetor fique firme na parábola. Ajuste Montar provisoriamente no carro e proceder ao posicionamento correto do projetor dentro do farol, tomando como referência a marcação feita na parede antes de remoção dos faróis. Não feche ainda. Fazer o mesmo com outro farol e agora ajustar os dois corrigindo eventual erro do farol anterior. O importante aqui é as linhas de corte dos dois faróis formar uma linha reta. Dar um bom aperto final nas porcas e se possível passar alguma cola para travá-las para que não se solte com trepidações (estradas ruins e principalmente dos paralelepípedos). Fechamento Conferir pela última vez e fechar estando tudo em ordem. Passar a cola na canaleta; colocar a lente; apertar bem e aquecer com soprador ou na estufa. Apertar bem com alicate de bombeiro. Prender com grampo ou elástico de motociceta/bicicleta até que a cola se cure. O procedimento acima de aquecer só se usa em cola de butil, podendo dispensar essa parte para outros tipos de cola. PARABÉNS! VOCÊ É MAIS UM RETROFITER FELIZ USUFRUINDO DE TUDO QUE É BOM DE ILUMINAÇÃO.
  7. 1 ponto
    Fala turma! Venho trazer um desconto para os membros do nosso fórum. Rolo de Cola Butil na medida 12M x 8MM x 3MM por apenas R$23,35 via ML para todo o país. Para obter o link com o desconto basta solicitar via MP o link ou mesmo aqui no tópico.
  8. 1 ponto
    Bom dia pessoal! Depois de ter feito diversos tipos faróis, eis que apareceu o que mais me "bateu" nessa vida kkkkk, O FAROL DO FIAT MAREA que é fornecido pela MAGNETTI MARELLI. Diferentemente dos faróis fornecidos pela VALEO para o mesmo carro, MAREA/BRAVA, a fixação do projetor original e a posição que ele fica é TOTALMENTE diferente e com um problema a mais pra resolver. O projetor original vem reto na sua fixação no foco, e após isso, ele tem uma inclinação pelos suportes que seguram a lente fazendo com que ele se alinhe a moldura da mascara: ↓ VALEO / MAGNETTI MARELLI / MH1 MH1 / MAGNETTI MARELLI ↑ Essa diferença de profundidade infelizmente não consegui tirar. Vou mostrar mais abaixo o porque. Bom, a minha primeira ideia foi tentar fixar o projetor na fixação original, usando apenas pequenas chapas para fixação do mesmo, enfim, não deu certo porque o projetor ficava MUITO PRA BAIXO devido a inclinação que mencionei acima. Tive então outra brilhante ideia (kkkkkkkkkkk), porque não fazer um aro fixar no foco e fixar o MH1 no aro =)... FOTO DO KAZUKI TIRANDO O MOLDE ARO FEITO EM CHAPA 2MM PRA TESTAR Bom, fiz todo o trabalho fixação do aro no foco e do projetor no aro usando porcas e parafusos e BURRAMENTE percebi que ia da na mesma da fixação que tentei anteriormente, resultado!? O projetor ficou novamente muito pra baixo ja que nao tem a inclinação do Magnetti Marelli... - Porra Lele, mas voce é burro tambem né!?? Só colocar umas arruelas embaixo que ele vai subir - Claro pow! Como não pensei nisso ANTES!!!!!!!! Resultado: ↓ Isso mesmo turma! Não deu, o projetor ficou em cima da máscara. kkkkkkkkkkkkk Por fim, quando ja tava quase colocando fogo em tudo, resolvi colocar o MH1 dentro do projetor original. - Nossa, mas porque você também não pensou nisso antes!?? Bom, pensar até pensei e era o que eu queria fazer desde o começo, só nao fiz porque o projetor iria ficar "longe da mascara do farol", deixando um acabamento feio. Mas INFELIZMENTE ou FELIZMENTE, kkkkkkkk, foi o jeito que deu pra montar por hora. ↓ Notem a inclinação do projetor para com a mascara, como eu mencionei antes, igual o original MAGNETTI fica. ] O tanto que a mascara ficou longe do projetor: ↓ E assim ficou por enquanto, tá chegando os 7.1 pra eu trocar então em breve mexerei novamente, ficou faltando regular um pouco a inclinação mas por enquanto vai ficar assim mesmo ate chegar o outro. Ainda estou aberto a sugestões, se alguém tiver alguma e puder me passar agradeço. Abraço aos amigos.
  9. 1 ponto
    Poderia consertar os links? Aqui não mostra previa e nem clicando vai.
  10. 1 ponto
    Putz, nem fala. Eu tenho esse tutorial do Palio, mas sinceramente acho que nao muda muita coisa. Ontem "desenvolvi" um suporte e mandei um torneiro fazer, acho que vai dar certo agora. Ficou de me entregar no sabado, vamos ver... https://postimg.cc/image/qlhlxencj/ https://postimg.cc/image/v7dq5rw0z/ https://postimg.cc/image/73myhh5ub/
  11. 1 ponto
    Personalização nos faróis do Fiat Bravo 🚘 Neste projeto executamos: - Barra de LED com função de seta; - Máscara Negra; - Lâmpada de led 6000k Superled Dr.Farol. Dê aquele play e confira as opções para a personalização do seu farol aqui no Dr.Farol! Na Av.Rio Branco,160 na Estação em Franca-SP!!! Estamos aguardando você!! #barradeled #superled#personalizaçao #farois #farol #retrofit #projeto #farol #fiat#bravo #fiatbravo Curta nossa página no Facebook:https://www.facebook.com/drfarol/ Se inscreva em nosso canal: https://goo.gl/BmUbDD
  12. 1 ponto
    Olá, Acredito que muitos já tenha assistido vídeo abaixo intitulado muito aprooriadamente de "bad day". Esse foi o primeiro vídeo viral que surgiu numa época em que nem existia Youtube e que "estouravam" servidores de e-mail se mandassem atachado. O que parece ser um dia de fúria de um funcionário burocrático qualquer se tratava de um vídeo institucional(?) de uma empresa de tecologia, a Loronix, que estava desenvolvendo tecnologia DVR para sistemas de câmera de segurança e amostras necessárias para demonstrar aos clientes potenciais como funcionava. Assista o vídeo e leia a continuação da história no LINK.
  13. 1 ponto
    Par de Lampadas H1 Yeaky 5500K Lampadas novas. R$145,00 mais frete Pode ser retirado no bairro da Mooca (São Paulo) ou em São Bernardo do Campo. https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-990002133-par-de-lampadas-xenon-h1-yeaky-5500k-_JM
  14. 1 ponto
  15. 1 ponto
    Esqueci desse pequeno detalhe kkkkkkk Enviado de meu SM-G955F usando Tapatalk
  16. 1 ponto
    Siga as redes sociais da #RetrofitBrasil: Facebook: https://goo.gl/tCeKxe Instagram: https://goo.gl/Zx1c46 Twitter: https://goo.gl/QCybCQ Google+: https://goo.gl/yJMsnE Músicas: Trance Generators - Do You Wanna Balloon K-391 - This is Felicitas Lexxmatiq x Sloth Syndrome - Tale Dalimas - Livin on a Player N
  17. 1 ponto
    TOP, Lukaz! Bem explicado nos mínimos detalhes...
  18. 1 ponto
    Muito obrigado pela sua contribuição, estou começando no retrofit e esse texto foi muito esclarecedor!!! Meus parabéns.
  19. 1 ponto
    Boa tarde pessoal ... tudo certo ... gostei muito da ideia do fórum... Cara a 5 anos atras eu coloquei projetor do farol da minha Palio Weekend e tinha ficado legal de mais , de noite chamava muito a atenção devido a linha de corte e lindo de mais... enfim hoje tenho uma 307 SW e to com um xenon Fast muito bom porem a linha de corte não e da mais definidas , comprei mais um kit de projetor da marca Leader se não me engano a fim de trocar original do 307 so que como o amigo falou que no caso dele só deu certo porque o dele o projetor usa lampada H7 e o meu usa a H1 .... Deixo aqui minha pergunta alguém já viu um projetor que seja da mesma medida do original do 307... Abraço a todos.
  20. 1 ponto
    Entenda por que o horário de verão deveria acabar Com o fim do horário de verão, o mesmo questionamento de sempre se repete: é mesmo necessário adotar a prática? Estudos recentes indicam que não, mas por quê? Por Ewerton Vasconcelos Publicado em 21 de Fevereiro de 2018 Enquanto ainda é adotado por cerca de 70 países no mundo todo, muitos se perguntam se o horário de verão é mesmo necessário. E a verdade é que nem os próprios países sabem dizer o porquê de continuarem com a prática. O horário de verão não funciona nos dias de hoje Com o objetivo inicial de nos dar uma hora a mais de luz do sol, a prática nos faz começar o dia mais cedo. Logo, uma hora é adiantada no relógio. Porém, nos dias de hoje, o horário de verão serve como uma estratégia para reduzir o consumo energético no verão. Mas então, ele funciona? A verdade é que esta é uma pergunta difícil de responder, já que na medida em que novos dispositivos que consumem eletricidade surgem, os já existentes ficam ainda mais eficientes. Ou seja, de um lado consumimos mais e, de outro, menos. Enquanto algumas pesquisas afirmam que o horário de verão aumenta em 1% o consumo energético, outras afirmam que ele diminui na mesma quantidade. Então, já que não podemos crucificar a prática por este motivo, arranjaremos outro: nossa saúde. Nosso corpo sente a mudança causada pelo horário de verão O nosso relógio biológico, também conhecido como ritmo circadiano, é o principal afetado pelo horário de verão. E, com isso, temos efeitos negativos como insônia e até mesmo depressão. Cansaço Um estudo sueco revelou que a ausência de noites bem dormidas aumenta o risco de ataques cardíacos nos primeiros três dias da semana, após o início do horário de verão. O cansaço também é causador de acidentes de trânsito. Estes que ocorrem na primeira segunda-feira do horário de verão. Neste mesmo dia, há também mais lesões ocorridas em locais de trabalho. Além disso, as chances de se ter um acidente vascular encefálico dois dias após a mudança para o horário de verão aumentam em 8%. “Nós trabalhamos e vivemos numa cultura que incentiva muita atividade. Por causa disso, tudo em volta sofre. Eu sempre falo para meus estudantes que o sono torna tudo melhor: seu trabalho, sua vida, sua saúde e seus relacionamentos”, afirma Christopher Barnes, professor da Universidade de Washington que estuda os impactos da privação do sono. Gatilho para a depressão Aparentemente, voltar para o “tempo normal” após uma estação inteira no horário de verão também é ruim. Neste caso, perder uma hora de luz do sol pode causar ou agravar doenças mentais. Transtorno bipolar e transtorno afetivo sazonal são alguns exemplos. Um estudo dinamarquês descobriu um aumento de 11% nos casos de depressão neste período. E no decorrer de 10 semanas após o término do horário de verão, os casos foram se dissipando. Portanto, se os números referentes a consumo de energia não justificam a continuação da prática, por que ela ainda se mantém? O que você acha? Comenta aí abaixo! Fontes: ShowMeTech, Time and Date e CNN
  21. 1 ponto
    Pessoal, Encontrei esse método num site automotivo japonês em que a pessoa (provavelmente um proprietário de Alfa Romeo 156, a julgar pelo nick) demonstra como limpar a lente do farol internamente. 1 - Abrir o capú e remover a lâmpada 2 - Providenciar uns ímãs pequenos. Essa pessoa usou ímãs de pinos imantados comprados em lojas "100 yen shop" (a equivalente a 1,99 do Brasil). Quebrou a parte plástica e extraindo os ímãs. Envolver os ímãs com papel toalha(?), amarrar com barbante, molhar com algum líquido limpante e colocar dentro do farol. 3 - Usar outro ímã por fora arrastando os de dentro até limpar lente completamente por dentro. Observação feita pela pessoa que postou esse método: talvez devesse usar papel que não soltasse fibras (no método acima houve a necessidade de remover as fibras usando fita dupla face na ponta de um palito fino e comprido. Eu, particularmente usaria tecido de micro fibra envolvendo os ímãs, que além de limpar melhor não solta fibras. Fonte : http://minkara.carview.co.jp/
  22. 1 ponto
    Salve galera, Esse é um tópico curto, mas acredito que pode ser bastante útil para quem pretende trocar as luzes indicadoras do carro por LED, mas não quer utilizar resistores, que ocupam espaço e esquentam muito. A solução mais fácil que encontrei foi o relé de seta (ou pisca) híbrido (ou eletrônico). No caso, você em vez de atribuir um resistor a cada lâmpada para simular a carga de uma lâmpada halógena, você apenas troca o seu relé de pisca por esse outro. Tudo o que você precisa é saber o modelo do relé do seu carro (3 pinos, 4, 8, etc) e substituir por um equivalente híbrido. Meu carro é um Palio G3 e o relé utilizado por ele é de 3 pinos. Encontrei no Mercado Livre um híbrido (DNI1114) por cerca de 15 reais e solucionou o meu problema definitivamente. Espero que isso possa ser útil para vocês. -------- Curiosidade: Existem modelos de relés de pisca que são programáveis, comumente encontrados nos Estados Unidos para carros que utilizam relés de 8(?) pinos, como os Toyota, Subaru, Ford e afins. Entre as suas funções podem ser configurado para que a seta seja em strobo ou slow motion, entre outros. Além de habilitar parking lights ao travar/destravar o carro e muitas outras coisas. Um dos mais conhecidos é o TapTurn, vendido no seu site próprio ou também na TheRetrofitSource. O único lado ruim é o seu preço um pouco salgado, cerca de U$60-100.
  23. 1 ponto
  24. 1 ponto
    No texto abaixo do site Doutor Multas tem uma matéria abordando se existe alguma possibilidade em legalizar xenon em 2018. Nela é exposta ponto por ponto o porquê seguindo a legislação atual sobre o assunto. E além do xenon, versa também sobre lâmpads LED no farol, rebaixamento, película, pintura, customização, etc.. Único assunto não abordado é o uso de projetores no farol ao se falar na instalação correta de xenon. Fonte: Doutor Multas ================================================================ Guia Atualizado: Como Legalizar Xenon Em 2018 – Isso é Possível? Quem deseja um farol mais potente quer saber como legalizar xenon. Mas será que é possível? Muitos motoristas optam pelo farol de xenon (fonte luminosa de descarga de gás) devido a ele iluminar mais, sendo muito mais potente que o farol clássico (de halogênio). Mas será que o farol xenon é permitido? Ou esses motoristas que trafegam com um carro com xenon estão cometendo uma infração de trânsito? Essa é uma questão cercada de polêmica, mitos e verdades. Mas, neste artigo, suas dúvidas vão ter fim. Você vai descobrir qual xenon é permitido, se a lâmpada super branca é permitida por lei e se o farol de LED é permitido. E para quem quer xenon no carro, vamos também falar de preços. Afinal, quanto custa um xenon? A partir de agora, responderemos essas e outras questões para você. Siga a leitura, descubra se tem como legalizar xenon e muito mais! Afinal, Farol de Xenon é Permitido Pelo Detran? Vamos começar bem do princípio Se você quer saber como legalizar xenon, é porque esse tipo de farol é permitido pelo Detran, o Departamento Estadual de Trânsito. Certo? Depende. Há apenas dois casos em que o seu uso é permitido. Veja quando tem como legalizar xenon: 1.Quando vem de fábrica. Nesse caso, nem é preciso saber como legalizar xenon, pois ele já vem legalizado. 2. Quando o CSV foi emitido até 2 de junho de 2011. CSV é o Certificado de Segurança Veicular. E foi na data referida que entrou em vigor a Resolução n° 384, do Contran. Ela proibiu a substituição de faróis de outros tipos pelo xenon. Ou seja, depois disso, ou o acessório vem de fábrica, ou é irregular. Veja o que a resolução diz sobre como legalizar xenon: “Art. 8º Ficam proibidas: (…) V – A instalação de fonte luminosa de descarga de gás em veículos automotores, excetuada a substituição em veículo originalmente dotado deste dispositivo. Parágrafo único. Veículos com instalação de fonte luminosa de descarga de gás com CSV emitido até a data da entrada em vigor desta Resolução poderão circular até a data de seu sucateamento, desde que o equipamento esteja em conformidade com a resolução 227/2007 – CONTRAN.” Vamos analisar o que diz o texto legal. Se você quiser ter um carro com xenon hoje, vai precisar de um modelo que já venha com ele de fábrica, ou que tenha o CSV emitido até 2011. Após essa data não há mais como legalizar xenon. Importante: não há exceções. Em outros casos, mesmo que você solicite ao Detran, não vai ter como legalizar xenon. Alternativas ao xenon E o que fazer nesses casos? Arriscar ser multado ou buscar outras tecnologias. Essa segunda opção é melhor, concorda? Existem outros tipos de faróis, como o de LED e o super branco, que são permitidos e que você pode legalizar. Já que não tem como legalizar xenon, essas são as melhores opções para ter um farol mais “poderoso”. Mas é preciso ser rápido. Essa opção também vai acabar, e a contagem regressiva está valendo. As regras estão na Resolução n° 667, do Contran, publicada em 18 de maio de 2017. Conforme o texto, essa modificação só poderá ser realizada até 1º de janeiro de 2021. Depois dessa data limite, não serão permitidas mais alterações nos faróis. Então, fique ligado. Em três anos, não terá como legalizar xenon, LED, super branco, nem qualquer outro tipo de farol. Veja o que a resolução diz sobre isso: “Art. 2º Os dispositivos componentes dos sistemas de iluminação e de sinalização veicular devem atender ao estabelecido no Anexo I desta Resolução e nos demais anexos, quando pertinente: (…) § 5º É proibida a substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos por outras de potência ou tecnologia que não seja original do fabricante. (…) Art. 12. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, produzindo seus efeitos em 1º de janeiro de 2021, sendo facultado antecipar sua adoção total ou parcial, ficando convalidadas, até a data de sua publicação, as características dos veículos fabricados de acordo com a Resolução CONTRAN nº 227, de 9 de fevereiro de 2007, e suas alterações.” Na prática, se você quiser mudar o seu farol de halogênio por um de LED ou super branco, ainda é possível. Qual Xenon é Permitido Você sabe qual o Xenon permitido pelo Detran? Como você viu no tópico anterior, não tem como legalizar xenon, mas dá para aproveitar a tecnologia se o veículo a traz de fábrica. Mas xenon não é tudo igual. Então, qual é permitido? Há diversas especificações técnicas que devem ser atendidas. Mesmo não tendo como legalizar xenon, aqueles utilizados para reposição precisam seguir as especificações presentes nos anexos 10 e 11 da Resolução 667, do Contran. Uma das coisas básicas que a lei exige é que o farol de xenon não ofusque quem vem à frente. Caso isso ocorra, ele não pode ser usado. Multa Por Xenon Irregular Confira o que estabelece o artigo 230 do Código de Trânsito Mas o que ocorre se você for pego dirigindo um carro com xenon sem ser legalizado? Nesse caso, você estará infringindo uma regra do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e será multado por isso. É o inciso XIII do artigo 230 do CTB. Veja o que diz o texto da lei: “Art. 230. Conduzir o veículo: (…) XIII – com o equipamento do sistema de iluminação e de sinalização alterados; Infração – grave; Penalidade – multa; Medida administrativa – retenção do veículo para regularização” Como você pode ver, essa é uma infração de natureza grave. Ou seja, se você a cometer, terá que pagar uma multa no valor de R$ 195,23. Além disso, receberá 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Vale salientar que, se você somar 20 pontos ao longo de 12 meses, terá a sua CNH suspensa. Assim, ficará de 2 a 24 meses sem poder dirigir. Medida administrativa Se você prestar bastante atenção, além da multa e dos pontos na CNH, ainda existe a aplicação de uma medida administrativa. E qual seria ela? A retenção do veículo até a regularização da situação, ou seja, até ser colocado o farol original novamente. Mas, nesse caso, seu carro será guinchado? Veja o que o artigo 270 do CTB fala sobre isso: “Art. 270. O veículo poderá ser retido nos casos expressos neste Código. §1º Quando a irregularidade puder ser sanada no local da infração, o veículo será liberado tão logo seja regularizada a situação §2º Não sendo possível sanar a falha no local da infração, o veículo, desde que ofereça condições de segurança para circulação, poderá ser liberado e entregue a condutor regularmente habilitado, mediante recolhimento do Certificado de Licenciamento Anual, contra apresentação de recibo, assinalando-se prazo razoável ao condutor para regularizar a situação, para o que se considerará, desde logo, notificado. §3º O Certificado de Licenciamento Anual será devolvido ao condutor no órgão ou entidade aplicadores das medidas administrativas, tão logo o veículo seja apresentado à autoridade devidamente regularizado.” Ou seja, se for possível fazer a substituição do farol de xenon pelo original, o veículo pode ser liberado sem ser chamado o guincho para ser rebocado. Contudo, isso não isenta o motorista da multa. Ela é emitida da mesma forma, assim como os pontos na CNH. Então, para evitar o guincho, há motoristas que carregam junto no porta-malas do veículo os faróis originais. Assim, podem realizar a troca caso sejam parados em uma blitz de trânsito. Mas como já dito, isso faz seu carro ser liberado, mas não o isenta da multa. Como Legalizar Xenon Em 2018 Como falamos antes, não há como legalizar xenon desde 2011 e isso não muda em 2018. Mas vale sempre lembrar para que ninguém cometa esse erro e coloque o xenon no seu veículo. O que você ainda pode legalizar, como já falamos, são os faróis de LED e super brancos. Para isso, você precisa procurar o Detran mais perto de sua residência e informar que quer fazer essa alteração. Caso seja liberado, você deve procurar um profissional especializado e fazer a modificação desejada. Após, você terá que levar o veículo para vistoria do Inmetro e, posteriormente, no Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA). Caso tudo seja aprovado, você irá receber um Certificado de Segurança Veicular (CSV) com as modificações realizadas. Essas mesmas modificações irão constar nas observações do Certificado de Registro de Veículos (CRV) e também no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV). Ou seja, se um agente de trânsito o abordar, irá ver no seu registro que o veículo possui o CSV para rodar com aquelas modificações e não aplicará uma multa. Por isso, lembre: não há como legalizar xenon desde 2011 e você tem só até 2021 para legalizar qualquer outro tipo de troca de farol. Mas com o xenon já legalizado, a sua substituição é permitida. Então, resta saber como fazer. Vamos falar sobre isso no próximo tópico. Instalação de Xenon – Como Funciona Nossa dica é que procure o auxílio de um profissional especializado Muitos motoristas trocam o farol por conta própria e acabam gerando até mesmo panes no sistema elétrico do carro. Pode parecer um procedimento simples, mas você não é perito. Por isso, se você nunca fez, não arrisque estragar outras peças ou queimar os faróis do seu veículo. Leve ele a uma oficina especializada para fazer a instalação do xenon. Lembre-se também de instalar o kit de limpeza nos faróis. Isso evitará problemas futuros devido à falta de limpeza. Ao mesmo tempo, manterá o foco de luz em perfeitas condições por mais tempo. Talvez você ache que esse é um gasto a mais, mas é claramente um investimento na sua tranquilidade. Representa uma economia, pois evita despesas maiores depois. Qual o Valor Médio do Kit Xenon Os valores variam de acordo com a região e qualidade do produto É possível achar kit de xenon por valores próximos de R$ 50. Mas preste atenção à marca, à procedência do produto e verifique se é compatível com o modelo do seu veículo. Em caso de compra errada, o barato vai sair caro. E Se o Pedido de Legalização de Customização de Farol For Negado? Entenda como proceder se o seu pedido de legalização for negado Já que não há como legalizar xenon, obviamente, se você entrar com o pedido, ele será negado. Mas caso você busque a legalização de outro tipo de farol e essa solicitação seja negada, você vai precisar recomeçar todo o processo e fazer um novo pedido. Ou seja, terá que gastar novamente com todas as taxas e inspeções. Lembre que, se ficar dentro das especificações permitidas por lei, não há porque o pedido ser negado. Mas é importante que toda a instalação seja feita por um profissional de qualidade. Isso evitará problemas futuros e irá garantir a aprovação na inspeção do Inmetro e do Detran. Dica: se você quiser fazer outras modificações no veículo, entre com o pedido de todas elas ao mesmo tempo. Isso fará você economizar um bom valor em taxas. Outros Itens Que São Proibidos em Carros e Motos Fique por dentro de vários outros itens proibidos em motos e carros no Brasil Até aqui, você aprendeu que não tem como legalizar xenon. Mas essa não é a única notícia ruim para quem é adepto da customização. Quer um exemplo? Carros rebaixados Rebaixar carros há menos de 10 centímetros do chão é proibido. A Resolução n° 479, de 20 de março de 2014, regulamenta o rebaixamento de automóveis. Veja o que diz o texto sobre essa e outras modificações: “Art. 6º Os veículos de passageiros e de cargas, exceto veículos de duas ou três rodas e quadriciclos, usados, que sofrerem alterações no sistema de suspensão, ficam obrigados a atender aos limites e exigências previstos nesta Resolução, cabendo a cada entidade executora das modificações e ao proprietário do veículo a responsabilidade pelo atendimento às exigências em vigor. §1º Nos veículos com PBT até 3500 kg: I – o sistema de suspensão poderá ser fixo ou regulável. II – A altura mínima permitida para circulação deve ser maior ou igual a 100 mm, medidos verticalmente do solo ao ponto mais baixo da carroceria ou chassi, conforme anexo I. III – O conjunto de rodas e pneus não poderá tocar em parte alguma do veículo quando submetido ao teste de esterçamento. §2º Nos veículos com PBT acima de 3.500 kg: I – em qualquer condição de operação, o nivelamento da longarina não deve ultrapassar dois graus a partir de uma linha horizontal. II – A verificação do cumprimento do disposto no inciso I será feita conforme o Anexo I. III – As dimensões de intercambiabilidade entre o caminhão trator e o rebocado devem respeitar a norma NBR NM – ISO 1726. IV – É vedada a alteração na suspensão dianteira, exceto para instalação do sistema de tração e para incluir ou excluir eixo auxiliar, direcional ou autodirecional. §3º Os veículos que tiverem sua suspensão modificada, em qualquer condição de uso, deverão inserir no campo das observações do Certificado de Registro de Veículo – CRV e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV a altura livre do solo.” Ou seja, no caso de carros, você não pode rebaixar ele a menos de 10 centímetros do chão na parte mais baixa. Além disso, as rodas e pneus não podem tocar em parte alguma do veículo quando submetido ao teste de esterçamento. Cor Não é permitido que seja alterado mais de 50% da cor do carro. Por isso, se você for fazer alguma customização com pintura automotiva, lembre de respeitar esse valor. Se não ultrapassar os 50%, você não precisa nem mesmo de liberação do Detran. Caso você tenha a ideia de fazer uma modificação maior, procure o Detran antes e verifique se eles aprovam a mudança solicitada. Isso evitará que você receba multas e que tenha que pintar todo o carro novamente. Potência do motor Você pode aumentar a potência do motor, desde que não ultrapasse em 10% a atual. Por exemplo, um carro 1.0 ficaria 1.1. Já um 2.0 ficaria 2.2. Dentro disso, é possível colocar nitro e turbos, mas sempre lembrando de respeitar esses valores. Se ultrapassar, você será multado por modificar as características do veículo sem legalizar as alterações. Conforme o artigo 230 do CTB, essa é uma multa grave. Ou seja, você terá que pagar R$ 195,23 e receberá 5 pontos na sua CNH. Como falamos antes, seu carro não será guinchado. Contudo, o CRLV do seu veículo ficará retido e você receberá uma notificação para fazer a modificação novamente para o original ou legalizar a situação atual. Caso sua modificação esteja dentro do que permite a lei, aconselhamos você a buscar a regularização. Assim, não irá gastar tantas vezes para fazer e desfazer uma personalização. Contudo, se não estiver dentro da lei, você terá que gastar para fazer seu veículo voltar ao original. Freios Um item que não pode ser modificado de nenhum jeito é o sistema de freios. Caso ocorra do cabo romper, você deve comprar o mesmo modelo e fazer a substituição, mas nunca modifique esse sistema. O perigo é imenso, tanto que a lei não permite de nenhum jeito essa substituição. É um equipamento que é vital para manter você, sua família e as pessoas ao seu redor em segurança. Película E você sabe qual a transparência mínima que é exigida nos vidros? Conforme a Resolução 254, de 26 de outubro de 2007: “Art. 3º A transmissão luminosa não poderá ser inferior a 75% para os vidros incolores dos pára-brisas e 70% para os pára-brisas coloridos e demais vidros indispensáveis à dirigibilidade do veículo. (…) §1º Ficam excluídos dos limites fixados no caput deste artigo os vidros que não interferem nas áreas envidraçadas indispensáveis à dirigibilidade do veículo. Para estes vidros, a transparência não poderá ser inferior a 28%. (…) Art. 8º Fica proibida a aplicação de películas refletivas nas áreas envidraçadas do veículo.” Se a película colocada for mais escura do que o permitido, você terá que removê-la e ainda será multado devido a isso. Por isso, siga as especificações legais. E como você pode ver no artigo oitavo da mesma resolução, películas espelhadas são proibidas sempre. Muitas pessoas optam pelas películas por motivos de segurança. Alegam que, quanto mais escuras, mais seguras estão, pois os bandidos não conseguem ver quem ou quantas pessoas estão no carro. Contudo, a polícia faz essa mesma alegação. Devido a uma película escura, não é possível, por exemplo, ver se um motorista está bêbado, ou se está ocorrendo um sequestro relâmpago. Além disso, películas muito escuras atrapalham a visão do motorista, principalmente durante a noite, o que acaba elevando o risco de acidentes de trânsito. Outros motoristas dizem que preferem a película escura para proteger do sol. Contudo, isso é mito. O que protege do sol não é o quanto a película é escura, mas sim o fator de proteção ultravioleta dela. Existe atualmente excelentes películas totalmente transparentes que protegem muito mais o motorista dos raios solares. Além disso, mantêm a temperatura do carro muito mais baixa do que as películas escuras. Também é possível optar por películas antifurto. Caso o vidro seja quebrado, elas seguram o impacto e impedem que o vidro fique estilhaçado. Conclusão Fique dentro das leis e previna-se de penalidades surpresas Neste artigo, você aprendeu que não há como legalizar xenon desde 2011. Assim, se quiser essa tecnologia no seu veículo, terá que comprar um carro que venha com o xenon de fábrica. Outra opção é comprar um carro que tenha sido legalizado com o farol de xenon antes de 2011. Desse jeito, você desfruta dessa tecnologia sem ter complicações com a lei. E não vai receber uma multa por mudar ilegalmente os faróis do veículo. Não faça como motoristas que mudam os faróis para os de xenon por conta, mesmo isso sendo proibido por lei. Agindo assim, acabam colocando a todos sob o risco de acidentes. A propósito, saiba que não há como legalizar xenon devido a um motivo específico. A luz forte demais em outros veículos causa ofuscamento e cegueira momentânea. Isso não acontece com os veículos que vêm com o xenon de fábrica. Sua instalação passa por todo um estudo e ajustes para que isso não aconteça. É o que garante que a segurança do motorista, passageiros e demais pessoas seja preservada.
  25. 1 ponto
    OIsso mesmo, 4300k dificilmente dará problemas, mas por precaução escolher sempre projetores compatíveis com lâmpadas halógenas. Parou só vai receber a multa.
  26. 1 ponto
    Completíssimo, parabéns! Lembrando que até mesmo para legalizar o LED tá difícil e caro. Contudo, um bom kit Xenon na faixa de cor amarelada dificilmente irá atrair multas.
  27. 1 ponto
    Pessoal, mais uma personalização RETROFIT 🔝🔝 do Dr.Farol nesse lindo AUDI A3!!! Neste projeto executamos: - Barra de LED acompanhando a cor da Seta ; - Farol de Milha; - Lâmpada de led 6000k Superled Dr.Farol. --------------------------------------------------------------------- Gostou do Audi?? Quer curtir mais vídeos do Dr.Farol?? Clique https://goo.gl/5xs3CP e se inscreva em nosso canal do Youtube!! Venha nos fazer uma visita na Av.Rio Branco,160 na Estação em Franca-SP!!! Aguardamos você!!
  28. 1 ponto
    Descobri esse site quando tive Marea Weekend há alguns anos atrás. Lá tem vista explodida de todas as partes dessa montadora com numeração das peças para facilitar a pesquisa seja na CSS ou na internet. Além disso tem muitos conteúdo interessantes para manutenção/preservação do carro. É necessário se cadastrar para poder acessar o conteúdo. Reparador FIAT Meu carro tinha vindo sem o gancho para reboque (a peça nº 9 da figura). Só fui achar na Irlanda (ou Escócia, não lembro direito mais...) via leilão na eBay e consegui arrematar lá. Chegou direitinho ao Brasil.
  29. 1 ponto
    Acredito que muitos daqui chegaram (sou um dels) a retrofit principalmente pelos vídeos do Frances do Canal UpCar Tutoriais. Esses dias estava pesando em organizar os vídeos dele para criar uma playlist. Mas ele já tinha criado a mesma e estou postando o link dela. Essa lista contém vídeos além de retrofit, como alarme, iluminação de painel, etc. https://www.youtube.com/user/francesleite/playlists Agradecimentos a Frances.
  30. 1 ponto
    Led na frente de xenon.... sei nao heim....
  31. 1 ponto
  32. 1 ponto
    Hoje em dia está se usando cola chamada PermaSeal (cola permanente, literalmente) para fechamento de faróis, seja para prevenir infiltração, ou para "impedir" que abram faróis para modificação. Os faróis colados com esse tipo de cola ficam extremamente difíceis de abrir, pois essa cola, diferentemente das comuns - Butílicas, normalmente - não amolecem mesmo aqucida. Existem umas ferramentas específicas para abertura desses faróis, que consiste em "cortar" a cola na marra evitando o estrago na carcaça do farol. Acredito que dê até para "fabricar" caso tenha habilidade manual/mecânica com umas chaves de fenda. No link abaixo existem várias opções dessa ferramenta: https://pt.aliexpres...pFromCountry=cn Assista aqui como usar: Tem mais do tipo AQUI. O primeiro é um pouco extenso, mas usa chaves de fenda comuns - não assisti até o final -.
  33. 1 ponto
    Controle remoto "alternativo" para veículos Ford de 315MHz comprado via Ali Express. Ele tem exatamente o mesmo aspecto do original e funciona corretamente após ser configurado. Bom é que custa U$4,00 + 1,58 de frete para Brasil com código de rastreamento. E me chegou em menos de 30 dias, sem taxação. Uma coisa rara! Agora estou com dois controles para o caso de extravio de um. O link do Ali é ESSE. Parece haver duas versões de frequência de funcionamento. Esse de 315MHz e outro de 433MHz. Portanto, pesquise antes de comprar. E ainda parece existir com duas frequências num mesmo controle também. Fonte: Texto adaptado do meu post original no Clube do Novo Ka Hoje encontrei ESSE controle que é bi frequencia (de 315/433) MHz. O bom é que apesar de um pouco mais caro - U$4.60 - o frete é "digrátis", portanto saindo no total a 4.60. E a seleção de frequencia é feita como na foto abaixo: Depois é só configurar para usar com seu carro conforme vídeo do post anterior.
  34. 1 ponto
    To com 7.1 com led e to mt satisfeito tenho receio do xênon PRF passo quase todo dia na frente deles
  35. 1 ponto
    Mini H1 7.1 com DLT F5 (55W) e DLT F2 (5500K) no lugar do farol alto. Mini H1 8.1 com DLT F5 (55W) e DLT F2 (5500K) no lugar do farol baixo. CBX L03 com DLT F5 (55W) e DLT F2 (5500K) no lugar do farol de neblina.
  36. 1 ponto